domingo, 30 de novembro de 2008

DISCIPLINA


Caiu mais uma ficha de ontem pra hoje e eu chorei. E foi um choro de alegria e agradecimento. Estou falando de DISCIPLINA...e me veio exatamente assim: Como posso exigir disciplina do meu filho se eu ainda não tenho? Como posso querer que meu filho se alimente bem se eu me alimento mal? Muita pretensão a minha hein. Certa vez eu lí numa dessas revistas de novela uma entrevista de uma atriz que dizia ter escolhido não ter filhos exatamente por não ser uma mulher disciplinada. Isso ficou na minha cabeça, mas a prática não é tão fácil assim. Ontem Deus soprou no meu ouvido:"Acorda mamãe Mônica, seu filho não tem nada a ver com isso...com seus problemas, com suas curas, com seus crescimentos, com seu trabalho...seu filho é prioridade e ele precisa de você." Eu sei meu Deus e esse agora é o meu maior QUERER. Querer não é poder? ENTÃO EU QUERO. EU QUERO SER MAIS E MAIS DISCIPLINADA A CADA DIA. Eu quero acordar cedo todos os dias!!! QUERER É PODER! Meu filho agradece e eu também!
.
Antes de começar a escrever fiz uma pesquisa no Google. Vejam só o que encontrei:

Amor e Disciplina
(Trechos – Heart to Heart. Vol. 3)
.
Quando os nossos pais nos submetem à disciplina, achamos que eles são duros. Contudo, se nos corrigem, é porque nos amam. Eu vi que as crianças em todo o mundo sentem a falta de amor quando os pais não impõem a disciplina. Essas crianças geralmente chegam ao mau caminho porque sentem a falta de amor em casa. Portanto, seria bom que, quando as crianças parecem rebelar contra a disciplina, os pais se lembrassem de que isso é só aparente. Nenhuma criança se insurge contra uma disciplina justa. No entanto, parece que no Ocidente os pais esqueceram disso. As crianças sabem que os pais aplicam a disciplina porque as amam.

No início, a disciplina é algo que nos irrita, talvez aborrece. Aos poucos vai se tornando uma parte de nós mesmos. A verdadeira disciplina nunca restringe o crescimento, mas permite a sua expansão infinita. Eu sempre achei que a disciplina é apenas uma expressão do amor. Sem amor não há disciplina. Os pais que deixam seus filhos correrem soltos, se sentem culpados e por isso os mimam. Eu sempre digo às crianças aqui, que se cuidem dos pais que lhes concedem tudo com facilidade. E que amem os pais que perguntam: “Para onde estão indo? Por que estão indo lá? A que horas voltam? Com quem vão?”

Uma das tragédias da sociedade moderna, é que as crianças não são frutos do amor, mas de ligações fortuitas. E elas sabem disso e se insurgem. E então, mesmo nas sociedades bem organizadas, encontramos muitos jovens drogados, hooligans, marginais. Não que queiram ser tudo isso, mas desejam mostrar aos pais que eles ainda fazem essas coisas melhor do que eles. Quando se fala com eles individualmente, são muito agradáveis. De modo que não poderá disciplinar seus filhos se você não for disciplinado.
Pais disciplinados criam filhos disciplinados.
Pais amorosos criam filhos amorosos.
A fonte de toda indisciplina está nos pais.
É preciso reconhecer seus erros.
Amar significa que primeiro devemos nos disciplinar antes que possamos disciplinar os outros.
Um rio não é um rio se não estiver confinado entre duas margens.
...
Suspiro aliviada....

3 comentários:

Mamãe Keka disse...

Oi Mô! Realmente é isso... sinto falta da minha e também quero ser disciplinada, iremos mais e mais longe e talvez com maior serenidade se ela estiver presente! Tá doendo muito aí dentro? Aqui tá demais, mas sara logo... esse coração mole prega peças, mas não vai endurecer nunca. Beijo enorme e muita luz aí!

Mônica disse...

Vou comentar por ela então:

Selma:
Mônica, minha linda!!
Tentei comentar no seu Blog na matéria "DISCIPLINA" mas não consegui!
Mas não poderia deixar de dar a minha opinião a respeito, porque como você sabe, tenho dois adolescentes em casa!! Um já passou um pouquinho..mas tenho uma de 15 anos!!Se não condsegui lá...deixo por aqui mesmo!!
Os pais são o espelho dos filhos!!Por isso devemos nos policiar para que eles não nos "jogue na cara" mais tarde...meu pai faz isso por que não posso fazer?
Tenho exemplos disso dentro de casa...eles com certeza assimilam coisas boas e ruins!!Devemos dar a eles uma liberdade vigiada...mas não impor as nossas vontades.Todo ser humano é um ser único, dentro das suas limitações..."o "experimentar"
faz parte do nosso crescimento, para saber dicernir o que é legal ou não para nossas próprias vidas!
Devemos criar seres pensantes...com sua dignidade...com sua integridade e índole própria!O mundo aí fora está cheio de opções boas e ruins, cabe a ele, saber o que seguir... Desde que eles tenham uma família bem estruturada e amorosa que dêem exemplos bons de fé am alguma coisa ...independente de religião...com certeza esse ser, vai fazer a diferença!!!
Beijoss minha linda!! Ah! a foto da matéria tá digna de um quadro,viu??
Fica com Deus SEMPREEEEEE!

Carla disse...

Adorei!
Sempre acreditei nisso, mas é difícil! Fica a sensação de que temos que ser mais e mais disciplinados, não é mesmo?
Gostei do que escreveu, gostei do seu blog. Parabéns!
Bj