segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Mamma Mia Mesmo!




Me deitei mais cedo para assistir Mamma Mia. Na verdade já sabia que ia gostar do filme por ser um musical e também pelos comentários que ouví por aí. Só não imaginava que ele me tocaria tanto - Não pelo enredo, nem pelo talento do elenco, ou pelas músicas em si, que diga-se de passagem, são lindas. Me tocou a alma e me fez repensar a vida. A combinação daquela ilha grega paradisíaca e de águas praticamente transparentes, com a leveza do figurino e as canções agiu como um furacão...me sacudiu forte e me fez ter a certeza de que eu quero uma vida mais simples. Me tirou da cama.

.
Eu quero me preocupar menos e viver mais. Eu quero levar meu filho para conhecer o mundo sem ser perseguida pelos medos que pairam no ar. Eu quero contemplar a lua mais vezes, deitar na grama e sentir o cheiro que exala da natureza...eu quero sentir o calor do sol na minha pele. Quero dar muito mais mergulhos no mar do que tenho dado ultimamente. EU QUERO RESPIRAR MAIS. Dançar. Eu quero cantar!
.
Quase paro o filme para vir correndo aqui extravazar aquele turbilhão de sentimentos...a garganta fervendo, as lágrimas caindo: de emoção, de saudade e de tristeza. Emocionada com a bleza do cenário e da fotografia. Triste por não poder sair de casa uma hora dessa (ou quase hora nenhuma) para deitar numa praia e curtir as estrelas. Triste pela violência desenfreada causada pelos que não têm coração. Triste pela mente doente dessas pessoas e por não poder fazer nada para tirá-las dessa situação. Por que eu tenho certeza que eles não sabem o que fazem. Fazem pela cegueira. É aí que vem a importância das palavras de Jesus: - Perdoai-os, Pai, eles não sabem o que fazem...e eu perdoo. Perdoo por que também sei que o buraco é sempre mais embaixo. Aí entra a história do julgamento, que comentei no post sobre a morte de Michael Jackson (não dá para julgar ninguém nessa vida. Não habitamos os sentimentos das pessoas e não conhecemos a verdadeira história de cada um).
.

SAUDADE - Vendo o filme me veio uma saudade imensa dos 21 dias que passei numa vila de pescadores em Santo Antônio...na beira da praia, lugar de uma beleza indescritível. Um dos momentos mais inesquecíveis da minha vida. Com dois amigos amados, um namorado mais lindo, coração palpitando de amor e alegria. Crianças ao nosso redor. Violão tocando e música no ar o tempo inteiro. Dança na noite iluminada pela luz da lua e dos candeeiros. Caminhadas e desenhos na areia...incansáveis mergulhos no mar. Cada vez que me lembro desses dias os sentimentos se misturam...alegria e saudade imperam!

.

EU QUERO VIAJAR
EU QUERO VER O MAR
Eu quero a sorte de um amor tranquilo!
Eu quero o sol no meu jardim.
Eu quero viver na simplicidade com meu filho
E quero paz para mim.
Para mim e pra você!
.

4 comentários:

Nêga disse...

eu também querooooooo.

E nossa passagem pelo twitter. vixe, vixe, vixe

Lucrécia Maria Santos disse...

Monica, querida. Fico emocionada em sentir toda a sua sensibilidade ao descrever Mama Mia. Assim senti-me também. Seu BLOg faz muito bem as pessoas, pois voce é uma menina(ainda é para mim) de alma linda.Felicidade e muitas alegrias para vc.Te admiro muito . Beijo, NEGA

Luciana Guimarães disse...

Bôri... Vou rever o filme com os seus olhos, pois achei um saco no dia que vi. Mas, lendo seu post, me bateu uma curiosidade de saber o restante que eu não vi... Bjs linda

Ágata disse...

Já assisti o filme! E ele é realmente uma delicia...
Fiquei durante um tempão com ele na cabeça. Um musical perfeito!
Beijos